A magia da Máscara Ibérica no Festival Surva de Pernik
29.01.2018

A Progestur marcou presença na 27ª edição do Festival Surva que este ano se realizou de 26 a 28 de Janeiro em Pernik, na Bulgária.

Durante quatro dias a comitiva portuguesa - composta por Hélder Ferreira, presidente da Progestur, Francisco Madelino, presidente da Fundação Inatel e Arthur Nunes, presidente da Câmara Municipal de Miranda do Douro - marcou presença num dos maiores e mais tradicionais festivais dedicados aos rituais da máscara.

Para além da presença portuguesa também os grupos espanhóis Los Sidros y La Comedies de Valdesoto das Astúrias e Los Toros y Guirrios de Velilla de La Reina de León foram convidados a participar do desfile da 27ª edição do Festival Surva, resultando este convite do intercâmbio cultural estabelecido entre a Progestur e a Câmara Municipal de Pernik.

O grande desfile dos grupos de máscaras decorreu no dia 27 de Janeiro e contou com a participação de cerca de 6000 máscaras tradicionais e mais de 100 grupos vindos de várias regiões da Bulgária e de outros países da Europa, Ásia e África.

Encantados com a magia e misticismo do Festival Surva, os grupos de Espanha aproveitaram a ocasião para surpreender o público de Pernik com os seus característicos trajes e constante folia. Sem dúvida esta será uma experiência que vão guardar por muito tempo.

Ao longo do festival foram vários os momentos institucionais. A comitiva portuguesa foi recebida pela Presidente da Câmara de Pernik, Vyara Cerovska, com quem trocou algumas lembranças e partilhou a intenção de manter o vínculo com Pernik, reforçando a ligação entre o Festival Internacional da Máscara Ibérica e o Festival Surva.

De destacar também a presença da comitiva portuguesa na Embaixada de Portugal na Bulgária, onde foi recebida pela Embaixadora Helena Coutinho. O encontro permitiu abordar a intenção de reforçar a ligação entre os dois países, principalmente no que respeita a projetos culturais que envolvam o património da máscara.

No final da estadia houve ainda a oportunidade de visitar o Museu Etnográfico de Sofia, uma visita conduzida por Iglika Mishkova, uma das responsáveis pelo museu, que amavelmente partilhou interessantes informações sobre o património histórico e cultural búlgaro.

A participação na 27ª edição do Festival Surva excedeu todas as expectativas, não só pela qualidade e diversidade dos grupos de desfile, mas também pelo à-vontade e estima com que receberam a comitiva portuguesa e os grupos espanhóis. É possível entender que o misticismo da máscara suplanta as diferenças da língua ou certos aspetos culturais, apresentando-se sim, como reforço da ligação entre os vários grupos, regiões e países que preservam estes rituais da máscara que se estendem ao longo de séculos, carregando consigo uma mensagem intemporal.

Fazemos questão de agradecer à Câmara Municipal de Pernik e a todos os elementos da organização do Festival Surva pela forma como fomos recebidos e pela possibilidade de partilhar com outros grupos a magia da Máscara Ibérica. Esperamos vê-los em Lisboa!

Ultimas Noticas
Evento | Arcu Atlantico 2015
Exposição | Exposição Lamego
Exposição | Exposição Miranda do Douro
Edições | Coleção "Rituais com Máscara"